Promover a inclusão social por meio do esporte, passando a experiência acumulada na vida esportiva para os mais jovens, ensinando-os a jogar vôlei e a fazer amigos. Estes eram alguns dos objetivos que passavam pela cabeça da medalhista olímpica Adriana Samuel quando, em 2004, decidiu encarar o desafio de estruturar uma escolinha de vôlei de praia para crianças e jovens de baixa renda em Copacabana, no Rio de Janeiro.

Desde então, o projeto segue cumprindo o importante papel de contribuir para o desenvolvimento humano destas crianças e jovens, passando para cada um deles valores que o esporte é capaz de trazer como disciplina, amizade, humildade, perseverança, superação. Atualmente, a Escolinha de Vôlei de Praia Adriana Samuel tem cerca de oitenta alunos de oito a quatorze anos, que fazem duas horas de aulas semanais de acordo com o seu nível, na Praia de Copacabana, no Rio. Além da iniciação aos fundamentos básicos do Vôlei, o projeto promove outras atividades socioculturais e esportivas para seus alunos, como torneios, festivais, passeios ao teatro, exposições, além de visitas e intercâmbio com outros projetos sociais.

E 2014, o projeto ampliou a sua missão para a região olímpica de Deodoro, com aulas na Vila Olímpica Parque das Vizinhanças Dias Gomes.

Confira Aqui o Relatório Anual 2016